Dois pais, um bebê e um amor incondicional

Qual a sua rea??o ao ver a foto acima e as outras imagens que ilustram esse post?

Eu, que tenho o cora??o pra l? de mole, me emocionei at?. Sempre choro quando eu vejo cenas de pais e m?es pegando no colo seus filhos pela primeira vez na vida. Amo ver aquele encantamento nos olhos deles.

As fotos mostram dois pais, Frank Nelson e BJ Barone, segurando o filhinho deles, Milo, que acabara de nascer.

Do lado esquerdo est? a mulher que carregou Milo em seu ?tero, ap?s uma insemina??o artificial com ?vulos de outra mulher. Vale lembrar que esse esquema de barriga de aluguel ? totalmente previsto em lei em diversos pa?ses do mundo, como no Canad? (onde Milo nasceu) e nos Estados Unidos. Aqui no Brasil est? ganhando cada vez mais respaldo jur?dico, como falamos no post A pol?mica da barriga de aluguel.

J? do lado direito da foto est?o as duas doulas, que ajudaram o beb? a vir ao mundo.?

Foram elas que pediram que Frank e BJ tirassem a camisa, assim que o beb? nasceu.?

Deixar um rec?m-nascido “pele com pele” com seus pais ? uma t?cnica que traz benef?cios incr?veis para o beb?, como ajudar a regular sua temperatura corporal e reduzir seu desconforto.

Antes de qualquer julgamento, veja o que disse a fot?grafa Lindsay Foster, que registrou todo o parto.

“Palavras n?o s?o suficientes para dizer o quanto foi maravilhoso presenciar esse momento incr?vel. Mas eu acredito MUITO que ao ver essas imagens, voc? vai sentir o profundo AMOR e admira??o que todos sentiram por essa surrogate mom [barriga de aluguel] e pelos pais do beb?. Esses dois v?o, com toda a certeza, ser pais incr?veis.”

Agora, acho que vale ouvir Frank, um dos pais, antes de opinar sobre o caso. Ele deu esse depoimento na p?gina do Facebook da fot?grafa, ap?s ela ter postado (com a autoriza??o deles) a foto do nascimento, que foi compartilhada milhares de vezes mundo afora.

Obrigado a todo mundo que gastou um tempinho para curtir, comentar e compartilhar nossa foto! Esse foi um momento realmente inacredit?vel nas nossas vidas, que foi registrado para sempre pela querida Lindsay Foster. N?s temos muita sorte de ter conosco um menininho t?o lindo e saud?vel! N?s respeitamos todos os coment?rios. E, apesar de n?o concordarmos com os negativos, ? fato que as opini?es positivas superam e muito as negativas.


Todo mundo tem direito a opinar. Esse ? um momento de puro amor e aceita??o. Milo est? cercado de amor incondicional e ele vai crescer conhecendo muitos tipos diferentes de fam?lia e respeitando todos – at? mesmo as pessoas intolerantes. Milo nasceu durante a Parada do Orgulho Gay [no caso, a de Toronto]. Essa foto representa tudo que esse Orgulho significa. O amor n?o tem cor, nem g?nero, nem prefer?ncia sexual. O amor ? incondicional. Obrigado novamente, do fundo de nossos cora??es.”

Voc? tem alguma d?vida de que Milo ser? amado incondicionalmente? Eu n?o. Eu acho que ele receber? um amor t?o intenso e dedicado como o que receberia se tivesse um pai e uma m?e, ao inv?s de dois pais.

Eu conhe?o filhos de casais gays. E sabe qual o problema dessas crian?as? O nariz deles escorre, ?s vezes eles fazem manha, tem alguns que relutam para tirar a fralda, tem outros que n?o querem comer verdura. ?s vezes eles falam coisas engra?ad?ssimas, ?s vezes fazem arte, ?s vezes s?o ultramegafofos, ?s vezes choram, ?s vezes sorriem ou gargalham. E dizem mam?e/mami/mamita ou papai/papis/pai?, “eu te amo”.?

Ou seja, s?o exatamente como os meus filhos – e como os seus.

Sabe qual o problema em um casal gay ter filhos? Nenhum. Tanto que isso ? legalizado em muitos pa?ses do mundo e o Brasil j? caminha para isso tamb?m. N?o tem mais volta. Ponto. Oba!

Beb?s que nascem em campos de refugiados de guerra. Beb?s que nascem com problemas porque a m?e ? viciada em drogas. Beb?s que nascem sem o pai por perto, porque ele deu no p? assim que soube da gravidez.

Isso sim ? motivo para se revoltar. A foto acima? ? apenas amor. Amor incondicional, como disse um dos pais do Milo.


Agora, sim! Aproveite o espa?o abaixo e deixe seu coment?rio sobre o caso.

Cr?dito fotos:?Lindsay Foster Fotografia

Posts relacionados

Tagged:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *