Festas em que a criança não pode abrir o presente na hora

Vou ser bem franca. Acho meio que o fim do mundo chegar em uma festinha infantil e n?o poder ver meus filhos entregando o presente diretamente para o aniversariante.

Muita gente j? deve ter passado por isso, sendo o pai/m?e da crian?a que est? fazendo anivers?rio ou como convidado.

Mas, para quem nunca passou por isso, vou explicar como funciona essa “mania”, que geralmente ocorre em buffets infantis.

? mais ou menos assim: mal voc? chega e um funcion?rio do buffet pergunta seu nome e o dos seus filhos e escreve numa lista. At? a?, normal. Em seguida, ele anota o nome do seu filho ou filha (ou o seu se voc? n?o estiver acompanhado de crian?as) em uma etiqueta e pede para voc? col?-la no presente. No passo seguinte, ele mostra uma cesta ou uma caixa onde voc? deve colocar o presente. Fim.

Sabe aquele brinquedo especial que voc? e seu filho ficaram horas na loja escolhendo? Ou um livrinho lindo que sua filha adora e por isso quis dar igual ao amiguinho? Ou, quem sabe, um desenho todo caprichado feito pelos seus filhos para acompanhar o presente, como um cart?o de anivers?rio feito ? m?o?

O aniversariante vai, eventualmente, ver tudo isso. Mas voc? jamais vai poder ver a carinha dele se surpreendendo com o brinquedo, os olhinhos curiosos tentando saber qual ? a daquele livrinho. Tamb?m vai ser imposs?vel saber qual foi a rea??o dele ao pegar um cart?o com um desenho do amigo.

S?rio, gente, pra que isso? Essa ideia, na minha opini?o, rouba boa parte da magia de uma festa de anivers?rio, cujo principal prop?sito ? compartilhar a felicidade desse dia com seus familiares e amigos queridos. E um presente, claro, pode ser parte dessa anima??o toda – n?o importa se ? uma boneca cara ou um peda?o de papel (lindamente) desenhado.

N?o ? em toda festa que vejo isso. Ali?s, ? em uma minoria, ?j? que grande parte das festas que vou n?o ? em buffet. Mas continuo achando cruel com as crian?as… J? vi um menino chorar que queria ver o que o amigo tinha dado e a m?e o impedindo de rasgar o embrulho.

Aqui acho que vale puxar na mem?ria nossas lembran?as de inf?ncia. Que sensa??o delicinha rasgar o papel do presente com aquele friozinho na barriga que mais tarde a gente aprende que se chama ansiedade! Quer coisa melhor?

J? ouvi algumas justificativas que tentam explicar esse veto ?s crian?as em suas pr?prias festas. Algumas s?o um pouco melhor que outras, mas nenhuma delas me convence.

- Argumento 1: Tem quem ache que ao abrir o pacote na hora, o brinquedo, por exemplo, pode ser usado por todos, correndo o risco de as outras crian?as estragarem o presente novinho.
Sugest?o para contornar a situa??o: Que tal explicar para os miniconvidados que todo mundo pode dar uma olhada no brinquedo novo, mas que agora ? hora de se divertir com as brincadeiras da festa?

- Argumento 2: Muitos dizem que se a crian?a parar para abrir os presentes de cada convidado?que chega, n?o vai aproveitar a festa.

Sugest?o para contornar a situa??o: Pra mim, abrir presente ? parte total da divers?o da festa. ? ver que o seu amigo se importou contigo, comprou um brinquedo ou um livrinho apostando que ia te deixar feliz. Ou fez um desenho de monstro, porque sabe que voc? adora monstros.?

Uma boa solu??o talvez seja convidar menos gente, reduzindo a lista para pessoas que realmente significam algo para o seu filho. E cortando aquelas pessoas que est?o sendo convidadas apenas por educa??o, tipo aquela tia distante ou o chefe que voc? nem tem afinidade e nunca nem viu seu filho a n?o ser no seu perfil do Facebook.

- Argumento 3: “Ai, vai ficar aquele monte de papel e caixa… n?o, muita bagun?a”

Sugest?o para contornar a situa??o: Duas caixas ou sacolas grandes, uma para a crian?a colocar o presente aberto e outra, o papel de presente. Depois da festa, uma delas vai para o quarto da crian?a e a outra, para a reciclagem. Pronto!

- Argumento 4: Outra justificativa que j? ouvi por a? ? que n?o entregar o presente diretamente na m?o da crian?a evita constrangimento para quem n?o levou presente.

Sugest?o para contornar a situa??o: N?o vejo absolutamente NENHUM problema em n?o levar presente em uma festa de anivers?rio, seja infantil ou n?o. O problema talvez exista se o seu filho estiver ansioso ?apenas pelos presentes de sua festinha, e n?o pelos amigos, pelas brincadeiras, pelo parab?ns, pelos brigadeiros.?

A escola dos meus filhos tem um esquema fofo quando algu?m faz anivers?rio l?. Depois do parab?ns, faz-se uma roda com as crian?as. Cada um levanta e vai dar um beijo e um abra?o no amigo que apagou as velinhas do bolo. Assim, o beijo e o abra?o viram os protagonistas, enquanto o presente ganha status de coadjuvante. Acho que ? bem por a?.

Termino dizendo que as fotos que ilustram esse post s?o do segundo anivers?rio do Theo, quando ele se divertiu horrores com os presentes durante a festa, especialmente com a bateria que ele ganhou dos tios. Deu um show no fim da festa, enquanto os convidados assistiam comendo o famoso “bolo no papel alum?nio”, que citei no post?Festas divertidas, pr?ticas e que n?o pesam no bolso e recebi v?rias cr?ticas nos coment?rios, mas que, eu juro, ? uma del?cia!

E como funciona nos anivers?rios dos seus filhos? Ele abre os presentes na hora ou deixa pra depois da festa?

Posts relacionados

Tagged:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *